D E S T A Q U E

CULINÁRIA ÁRABE: UMA VISAO GERAL SOBRE OS PRATOS PRINCIPAIS DE CADA PAÍS

A culinária árabe (em árabe: مطبخ عربي ) é a culinária dos árabes, definida como as várias cozinhas regionais que abrangem o mundo árabe, do...

AMOR em Árabe - AS VÁRIAS PALAVRAS QUE TRADUZEM AMOR



Amor em árabe: qual a tradução está correta?


O amor é um conceito importante para os árabes, por isso deve vir como nenhuma surpresa que há muitas maneiras diferentes de expressar o amor em árabe, todos com significados ligeiramente diferentes. A forte cultura de poesia e canções que giram em torno do amor, desenvolveu-se porque nos casamentos do mundo árabe eram geralmente arranjados , ao invés de ser de livre escolha. Com demasiada frequência, o amor de alguém tinha que ficar sem resposta, por causa da sociedade, cultura ou religião. Poesia e canções forneciam uma saída para a paixão dos amantes e - como resultado - enriqueceu a língua árabe com muitas palavras e nuances relacionadas ao amor.

حب -1  (Hubb)

O mais comum e o termo mais geral para o amor em árabe é حب (Hubb). Esta palavra é usada em uma grande variedade de situações, para se referir ao amor entre amantes, o amor por seus pais, o amor a Deus, amor pela pátria etc. Aqui estão quatro projetos diferentes para esta palavra
Amor em árabe
 

O verbo correspondente a este substantivo é أحب (aHabba) e é usado da seguinte forma: (árabe padrão)

  • Eu te amo (abordando uma mulher): أحبك (uHibbuki)
  • Eu te amo (abordando um homem): أحبك (uHibbuka)
  • Eu te amo (dirigindo a um grupo de três ou mais indivíduos): أحبكم (uHibbukum)


2- حبيبي  (Habibi)

As palavras حبيبي (Habeebi) (m.) E حبيبتي (Habibiti) (f.) São expressões muito comuns que significa "amado" ou "querida" para um homem ou uma mulher, respectivamente. Note-se que estas palavras também são usados ​​às vezes para tratar de um amigo ou parente e não necessariamente implica em uma relação romântica.


3-  محبة   (Mahabba)

Embora محبة (Mahabba) pode ser usado para se referir ao amor romântico, é mais comumente significa amor fraternal ou amor compassivo, por exemplo, a seguinte citação do Corinthians na Bíblia:

"Fé, esperança, amor, mas o maior destes é o amor":

الإيمان والرجاء والمحبة, هذه الثلاثة ولكن أعظمهن المحبة

**não confundir com "marhaba" que quer dizer olá!


4- عشق  ('ishq)

A palavra عشق ('ishq) é outra palavra comum, mas com um significado mais restrito de "amor apaixonado" e é geralmente reservado para se referir ao amor em um relacionamento romântico (em oposição ao amor fraternal).


شغف -5 (shaghaf)

O termo شغف (shaghaf) pode ser melhor pensado como "paixão", mas também pode significar o desejo sensual (ou seja, luxúria). Às vezes, este termo é usado para se referir a paixão ou o estado de ser loucamente apaixonado. Por Exemplo. os adjetivos شغوف (shaghoof) ou مشغوف (mashghoof) traduzir como "estar loucamente apaixonado".


6-   هوى   (Hawa)

Este é mais um conceito de amor, muitas vezes usado no sentido de "saudade" ou "desejo". Curiosidade: a raiz هوى pode ter o significado de "a cair para baixo, cair, ou à rusga para baixo". Em outras palavras, o amor que o varre de seus pés.


7-    ولع (wala3)

Da mesma forma que shaghaf, ولع (wala3) significa "amor apaixonado" ou "desejo ardente" do significado da raiz de "pegar fogo".
 

8-   وله (walah)

Este é o tipo de amor que deixa você louco. O dicionário Hans Wehr traduz adequadamente como "arrebatamento amoroso".



Mais algumas palavras para expressar o "amor" em árabe:



  1. وجد (wajd) êxtase de amor
  2. غرام (gharaam) desejo ardente , paixão
  3. شوق (shawq) anseio, desejo, afeição selvagem
  4. صبابة (Sabaaba) amor ardente, fervoroso anseio
  5. حنان (Hanaan) terno amor
  6. ود (wid) amor, amizade

Há, é claro, muito mais palavras que todos expressam o conceito de amor em árabe, mas acredito que os termos aqui apresentados são os mais comuns. Se você conhece algum outras palavras que têm uma nuance interessante, por favor, deixe-me saber nos comentários.



Traduzido por Cris Freitas  www.universoarabe.com nos Emirados Arabes



10 EXPRESSÕES EM ÁRABE EGÍPCIO QUE PODE DEIXAR VOCÊ ENROLADO



 ... EM OUTROS PAÍSES ÁRABES!!


O dialeto egípcio é o dialeto mais comum da língua árabe. Portanto, você pode usá-lo de maneira suave, não apenas no Egito, mas na maioria dos países árabes, mas como sempre, em qualquer regra, há exceções!
Neste artigo, apresentarei 10 palavras egípcias comuns que você deve ter cuidado ao usá-las em alguns países árabes, porque às vezes podem colocá-lo em situações engraçadas ou embaraçosas!

1- عافية (3afeyah)

No Egito, a palavra "عافية" significa (bem-estar), portanto, se você encontrar alguém e quiser orar por ele ou agradecer, pode dizer:
ربنا يديك الصحة والعافية ou الله يعطيك العافية
(Que Allah lhe dê saúde e bem-estar)
 

Mas se você está no Marrocos e fez esta oração a um deles, estará em apuros, porque a palavra "عافية" no Marrocos significa) fogo (então qualquer marroquino pensará que você pede a Alá que lhe dê um fogo!


 



2- برَّاد (Barraad)

"براد" no dialeto egípcio significa o (bule), é o recipiente no qual a água é aquecida para preparar o chá. Mas se você estiver no Levante e pedir a alguém para trazer “براد”, eles trarão algo oposto, porque “براد” no Levant significa (Geladeira) :)

3- العظم (Al 3azm)

O "العظم" no Egito e na maioria dos países árabes significa, naturalmente, os (ossos), seja para ossos humanos ou ossos de animais. Mas se você está na Tunísia e alguém o convidou para comer um prato de "العظم", não se surpreenda, porque essa palavra na Tunísia significa simplesmente (ovos) :)

4- ماشي (Mashi)

A palavra "ماشي" no dialeto egípcio ou libanês significa (OK ou concordo), mas se egípcios e iemenitas se reuniam e ambos diziam ao outro "ماشي", significa que eles não concordaram porque, embora a palavra "ماشي" em Egito significa ok, no Iêmen significa "não está bem ou não está de acordo"!

5- خدام (Khaddam)

A palavra "خدام" no Egito é usada como significado literal (Servo) ou, às vezes, na linguagem comum, pode ser usada para desprezar alguém ou descrevê-lo como seguidor de bandido, mas no Marrocos eles usavam essa palavra comum para dizer que essa pessoa é (funcionário) :)

6- حوت (Hout)

 A palavra "حوت" na língua egípcia é usada como o nome da (baleia), esse organismo marinho gigante. Mas na Tunísia você encontrará peixarias oferecendo pratos da "الحوت"! Não se surpreenda, porque eles estão na Tunísia, use esta palavra no sentido de (peixes comuns) :)

7- مالك؟ (Malak?)

No Egito, se você quiser ter certeza de que alguém parece frustrado, pergunte a ele "مالك؟" É uma pergunta que significa (o que há de errado com você?) E carrega um tipo de boa emoção e vontade de compartilhar algo que entristece os outros. o oposto no Sudão, se uma pessoa quer desprezar alguém ou se perguntar por algo feito por alguém, fará a mesma pergunta, mas significa (Que bobagem é essa?) E carrega sentimentos negativos e hostilidade em relação à outra pessoa!

8- لبن (Laban)

A palavra "لبن" (laban) para os egípcios significa (leite líquido fresco), enquanto o povo do Levante e no Golfo a palavra "لبن" (laban) significa (yogurte liquido) enquanto leite fresco chamado حليب (Halib).
حليب halib literalmente significa leite.

ACTIVIA LABAN (YOGURTE PARA BEBER ACTIVIA) GOLFO E LEVANTE



HALIB LEITE FRESCO NO GOLFO E LEVANTE


9- دولاب (Dolaab)

 Quando você está no Egito e deseja comprar um "دولاب", deve ir à loja de móveis, porque essa palavra no Egito significa (Roupeiros) que é usada nos quartos para guardar roupas, enquanto você está na Síria ou no Líbano e deseja Para comprar um "دولاب", você deve ir à loja de pneus, porque esta palavra na Síria e no Líbano significa "Pneus para carros"

10- ناصح (Nase7)

Se você quiser elogiar uma pessoa no Egito e dizer a ela que ela é inteligente e sabe se comportar em diferentes situações, você pode chamá-la de "ناصح", porque essa palavra no Egito significa) pessoa de inteligência intensa). Embora você não possa fazer isso na Síria e no Líbano porque não é considerado uma palavra de louvor, é uma palavra dura e dolorosa porque seu significado na Síria e no Líbano (a pessoa muito gorda) :)

E viva o dia da Língua Árabe 19 de Dezembro!!

Então, gostou dessas dicas? Nunca fale nada que você não sabe realmente o sentido.


por Criss Freitas para www.universoarabe.com na Alexandria, Egito


CERVEJA NO ANTIGO EGITO - A BASE NUTRICIONAL IMPORTANTE DOS EGIPCIOS

Calcário pintado, de Gizé. Antigo Reino, 5ª Dinastia, ca. 2494-2345 aC. Agora no Museu Egípcio, Cairo. JE 66624
Estatueta de uma mulher fazendo cerveja



Esta estatueta é apresentada no ato de fazer cerveja, amassando a massa em uma peneira sobre uma jarra grande. Esta fêmea é mostrada meio nua e vestindo apenas um longo kilt branco. Ela usa uma peruca sobre o cabelo natural, visível na testa. Em volta do pescoço há um grande colar de faiança multicolorida.
Ela tem um rosto expressivo e parece quase como se estivesse falando com alguém em pé na frente dela. A cerveja foi preparada em uma jarra grande usando pão de cevada fermentado pulverizado com licor de tâmaras. Quando fermentada, a cerveja fluiria de um buraco próximo à base da jarra.

A cerveja era para to mundo

A cerveja era um alimento básico no Egito antigo. Chamado hqt (heqet), era bebido por todas as idades e todas as classes. Era tão importante que às vezes os salários eram pagos em cerveja. Os trabalhadores das pirâmides do platô de Gizé receberam cerveja, três vezes ao dia - cinco tipos de cerveja e quatro tipos de vinho foram encontrados por arqueólogos no local.

A cerveja bebida por esses povos antigos provavelmente era muito semelhante à maneira como a cerveja ainda é produzida no Sudão hoje. A cerveja parece não ter sido muito intoxicante. Era nutritivo e bastante doce, sem bolhas e espesso - tão espesso que a cerveja teve que ser coada bebendo-a com canudos de madeira.

Isso não quer dizer que a cerveja egípcia antiga não fosse alcoólica. Há muitos registros de egípcios antigos bebendo cerveja em festivais, ficando bêbados e tendo o que parece ser uma grande festa.


Fonte Nutricional importante


Estatueta que descreve a mulher que filtra a cevada para fazer a cerveja.
Calcário pintado, Reino Antigo, 5ª Dinastia. por volta de 2400 aC. Agora no Museu Arqueológico Nacional de Florença.



No Egito antigo, a cerveja era a principal fonte de nutrição e era consumida diariamente. Era uma parte tão importante da dieta egípcia que era usada até como moeda. Como a maioria das cervejas africanas modernas, mas diferente das européias, estava muito nublado, com muitos sólidos e altamente nutritivo, uma reminiscência de mingau. Era uma fonte importante de proteínas, vitaminas e minerais e era tão valiosa que os frascos de cerveja eram frequentemente usados ​​como medida de valor e também usados ​​na medicina. Pouco se sabe sobre tipos específicos de cerveja, mas há menções, por exemplo, a cerveja doce.

Em Hierakonpolis e Abydos, foram encontrados vasos de base globular com pescoço estreito, usados ​​para armazenar cerveja fermentada desde os tempos pré-dinásticos, com resíduos de trigo emergente que mostram sinais de aquecimento suave por baixo. Embora não seja uma evidência conclusiva do início da fabricação de cerveja, é uma indicação de que pode ter sido para isso que eles foram usados. Evidências arqueológicas mostram que a cerveja foi feita pela primeira vez que assou o "pão de cerveja", um tipo de pão levemente fermentado e levemente fermentado que não matou o fermento, que depois foi desintegrado sobre uma peneira, lavado com água em uma cuba e deixado para fermentar. Há alegações de datas ou maltes sendo usados, mas as evidências não são concretas.

Como era feita


A microscopia de resíduo de cerveja aponta para um método diferente de fabricação de cerveja, onde o pão não era usado como ingrediente. Um lote de grãos foi germinado, o que produziu enzimas. O lote seguinte foi cozido em água, dispersando o amido e depois os 2 lotes foram misturados. As enzimas começaram a consumir o amido para produzir açúcar. A mistura resultante foi peneirada para remover o joio e, em seguida, foi adicionada levedura (e provavelmente ácido lático) para iniciar um processo de fermentação que produzia álcool. Este método de fabricação de cerveja ainda é usado em partes da África não industrializada. A maioria das cervejas era feita de cevada e apenas alguns de trigo emmer, mas até agora nenhuma evidência de sabor foi encontrada.


Os achados arqueológicos



Cerveja e vinho eram as duas bebidas alcoólicas mais comuns no Egito antigo. A cerveja era bebida regularmente e, portanto, era uma das coisas mais importantes a receber como oferenda após a morte.

Numerosas fórmulas de oferta mencionam pão e cerveja, quase sempre seguidas de carne bovina e de aves. A cerveja já é mencionada nos textos do antigo Reino Antigo, e a fabricação de cerveja também é retratada em várias mastabas do Antigo Reino. Naturalmente, a cena também é conhecida dos túmulos de uma data posterior.

A fabricação de cerveja é geralmente mostrada ao lado de cenas de cozimento. Alguns modelos tridimensionais do Reino do Meio também mostram a combinação do cozimento do pão e da fabricação de cerveja.

Como tudo se evaporou ao longo dos séculos, a verdadeira cerveja egípcia antiga nunca foi descoberta, embora tenha sido encontrado resíduo de cerveja em alguns jarros e vasos. Isso foi analisado e os resultados indicam que a cerveja foi feita a partir de vários tipos de grãos. Isso é confirmado por textos do Novo Reino que mencionam diferentes tipos de cerveja. Além de ser uma bebida para os vivos e os mortos, a cerveja também era um ingrediente em várias prescrições médicas.


Calcário pintado da necrópole de Saqqara. Agora no Museu Egípcio, Cairo. CG 117

Estatueta de um cervejeiro masculino


Esta estatueta mostra um servo ligeiramente ajoelhado e vestindo um kilt branco curto. Ele está fazendo cerveja. Os grãos de cevada foram primeiro embebidos em água por algum tempo e depois triturados e pisados em água com uma grande quantidade de fermento.

Após a fermentação, o mosto foi filtrado através de uma peneira ou um pedaço de pano e o líquido filtrado foi deixado de lado para amadurecer. O criado aqui mistura a cevada com água usando uma jarra grande. A frente do frasco tem um orifício para permitir que o líquido saia.

Cerveja vendida no Egito atualmente como souvenir

Souvenir vendido atalmente no Egito

Dogfish Head Ale antigo chamado Ta Henket. Aparentemente, essa bebida foi fortemente pesquisada antes de sua criação (cientistas do Egito, na verdade, pegaram amostras de cerveja antiga para usar como comparação com esta) e a criaram como uma "cápsula do tempo" do Antigo Egito. Parece perfeito para uma oferta de cerveja.


pesquisa por Cris Freitas para www.universoarabe.com  nos Emirados ARabes Unidos




A TRADIÇÃO DO CAFÉ (GAHWA) NOS PAÍSES DO GOLFO

DESPERTAR: O especialista em Tradições Abdullah Khalfan Al Hamour explica as raízes do café e como você deve servi-lo.
(Foto por Ryan Lim / Khaleej Times)



 

Vocabulário do golfo:
qahwa = café
finjan = pequeno copo para café sem alça
dalah =bule com bico amplo
majilis = sala com muitas almofadas pelo chão e uma mesinha central onde os árabes se reunem para conversar e tomar qahwa.

Dizem que foi um pastor de etíopes que descobriu o efeito dos grãos de café - seus animais eram extraordinariamente animados. Desde então, o café - gahwa - percorreu um longo caminho. E a tradição precisa ser mantida viva.

É um costume árabe adorável, sentar-se com amigos e familiares à noite e tomar várias xícaras de café fumegante de um dallah, discutindo os eventos do dia. É um costume que, por vários séculos, possibilitou conversas dentro de uma comunidade, com familiares e pessoas do bairro. Tradicionalmente, e até hoje, é um sinal de hospitalidade árabe duradoura, convidar as pessoas a sentar e conversar, possivelmente saborear encontros e tomar uma xícara ou duas - ninguém conta. Essa é a beleza de se sentar no majlis e beber gahwa, mantém Emiratis juntos.

Esse costume de café e conversas - gahwa e majlis - foi o principal tema de discussão na terceira série do Museu Nacional Multaqa Zayed, organizada pela Autoridade de Turismo e Cultura de Abu Dhabi, onde especialistas em patrimônio dos Emirados falaram sobre os rituais antigos de majlis e gahwa.



Esta é a maneira correta e tradicional de beber café árabe
Copo antes do Dalah (bule): Ali Salam Al Dhanhani, proprietário do museu demonstra o jeito certo para preparar café árabe (gahwa). - Fotografia por Ryan Lim / Khaleej Times


Você sabia, por exemplo, que foi um pastor de etíope quem descobriu o efeito dos grãos de café? Isso foi há muito tempo atrás. Ele provou o feijão e sentiu um impulso de energia, tendo percebido a idéia depois de observar seus animais sendo extraordinariamente animados no final do dia depois de terem pastado além de um arbusto carregado de bagas.

As histórias eram abundantes. Al Hamour falou sobre como os sufis no Iêmen e os peregrinos em Meca costumavam tomar café para ficar acordados e adorar até altas horas da noite, quando outras pessoas estavam dormindo. Os muçulmanos que retornam do Haj mais tarde trouxeram café com eles para o que é hoje os Emirados Árabes Unidos. "Os árabes do Golfo e da Península Arábica adotaram o produto de café antes de se espalhar para outras nações", disse ele. Desde então, a Emiratis criou uma arte ao preparar e saborear o café.

Em 2015, a Unesco adicionou majlis e gahwa à sua lista de História Cultural Imaterial da Humanidade, ressaltando a importância das tradições culturais que precisam ser preservadas. A Unesco atribuiu as origens do gahwa aos Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Omã e Catar.

"Servir café gahwa ou árabe é um aspecto muito importante da hospitalidade nos Emirados e em outras sociedades árabes", disse Al Hamour. "O Gahwa é tradicionalmente preparado na frente dos convidados da casa no fogão em um bule chamado dallah e servido em um copo pequeno e sem alça chamado finjaan.


muqahwi segurando dois finjans e o dallah


Cardamomo, cominho, cravo, açafrão também são adicionados para adicionar outra dimensão ao sabor já requintado do café fresco. Depois de preparar o café, é servido em xícaras pequenas para os convidados. A pessoa que serve o café aos convidados ou membros da família (muqahwi) deve ser madura, ter pelo menos 15 anos e não ser criança, para poder falar bem com os convidados e não correr o risco de derramar café nas roupas dos convidados, ele os serve. "O muqahwi deve segurar o dallah na mão esquerda e cerca de três xícaras sem alça à direita", disse ele.



"Ele deve servir o café a partir da pessoa sentada à direita dos majlis e não deve pular ninguém. Se houver uma pessoa muito importante nos majlis, como um xeque ou um estudioso religioso, ele deve ser servido primeiro. O muqahwi deve então servir a outros que começam com a pessoa à sua direita". Depois de beber, o hóspede sacode delicadamente o copo pequeno para mostrar o muqahwi que ele acabou. O muqahwi sempre permanece em pé até que todos os convidados terminem de beber o café. E é proibido servir café enquanto as pessoas comem comida.


"Gahwa tem sido uma tradição de nossos avós e pais, incluindo o falecido xeque Zayed, o pai fundador dos Emirados Árabes Unidos. Ensinamos nossos filhos esses costumes", disse ele, para garantir que a herança seja transmitida às gerações mais jovens.

Falando sobre a importância dos majlis, Ali Salam Al Dhanhani, especialista em patrimônio cultural e proprietário de museu particular, disse que desempenha um papel importante na transmissão do patrimônio cultural dos Emirados Árabes Unidos. "O majlis é tão importante agora como sempre foi na história dos Emirados Árabes Unidos, pois reúne comunidades. É um lugar para trocar idéias e informações. O majlis serve a propósitos culturais, sociais, educacionais e até políticos ".

Ele explicou que a área de Majlis é geralmente grande, confortável e equipada com instalações para fabricação de bebidas. "Os anciãos com amplo conhecimento local, xeques, estudiosos e membros da família se reúnem neste local como uma forma de união e de onde discutem várias questões importantes", disse ele. Sentado no majlis com nossos hóspedes e com os jovens mostramos-lhes como viver. Tentamos manter essas culturas e tradições e queremos vê-lo se propagando para as próximas gerações ".

Ismail é pai de duas meninas, e um caçador compulsivo de histórias.



Qahwa Café árabe

30 min · Rendimento: Serve 4
Ingredientes

   1 colher de sopa de cardamomo
   1 colher de sopa de grãos de café, verde levemente torrado e moído grosseiramente
   1/8 de colher de chá de açafrão
   1 colher de chá de água de rosas
    2 1/2 xícaras de água


Benefícios para a saúde do café árabe

a cor do café árabe é esverdeada por causa dos grãos usados e das especiarias

O café árabe é originalmente servido sem pouco ou nenhum açúcar. Mas, dependendo do gosto, o açúcar pode ser adicionado. E por esse motivo, o café árabe geralmente não contém calorias. Além disso, as especiarias trazem muitos benefícios à saúde. Mas, devido ao teor de cafeína, não deve ser tomado em excesso.

Quanto mais os grãos de café são torrados, menor será o teor de cafeína. A variedade de especiarias do café árabe o enriquece com antioxidantes que previnem infecções e doenças.


finjan = pequeno copo para café sem alça




dalah =bule com bico amplo




majilis = sala com muitas almofadas pelo chão e uma mesinha central onde os árabes se reunem para conversar e tomar qahwa. foto Cris Freitas



"Como os anciãos da família, temos tempo para sentar no majlis, especialmente à noite, para que as crianças possam aprender conosco."


familia do golfo numa sala (majilis) aula de cultura






Fontes
Khaleej Times
Day Out Dubai



por Criss Freias para www.universoarabe.com  Nos Emirados Arabes Unidos



AS HORAS EM ARABE EGIPCIO



 HORA - essa3a الساعة



1:05
essa3a wahda wi khamsa
الساعة واحدة وخمسة
1:10
essa3a wahda wi 3ashra
الساعة واحدة وعشرة
1:15
essa3a wahda wi rob3
الساعة واحدة وربع
1:20
essa3a wahda wi telt
الساعة واحدة وتلت
1:25
essa3a wahda wi noSS illa khamsa
الساعة واحدة ونص إلا خمسة
1:30
essa3a wahda wi noSS
الساعة واحدة ونص
1:35
essa3a wahda wi noSS wi khamsa
الساعة واحدة ونص و خمسة
1:40
essa3a ettneen illa telt
الساعة اتنين إلا تلت
1:45
essa3a ettneen illa rob3
الساعة اتنين إلا ربع
1:50
essa3a ettneen illa 3ashra
الساعة اتنين إلا عشرة
1:55
essa3a ettneen illa khamsa
الساعة اتنين إلا خمسة
2:00
essa3a ettneen belzabt
الساعة اتنين بالظبط




boa noite ou lit. acordar para o bem



por Criss Freitas para www.universoarabe.com nos Emirados Arabes Unidos




ARABE EGIPCIO - PRIMEIROS PASSOS - O ESSENCIAL A SABER

Eu estou ao seu lado sempre


Praticamente a estrutura simples de uma frase em árabe egípcio funciona como no Português.


Veja esse exemplo com SUJEITO - VERBO - OBJETO


Ahmed loves sarah
'ahmad biyihibb saara
أحمـَد بـِيـِحـِبّ سا َر َة

 
Elemento Portugues       Egipcio
sujeitoAhmed'ahmad
أحمـَد
verbo lovesbiyihibb
بـِيـِحـِبّ
objeto Sarahsaara
سا َر َة




Em ambos os exemplos português e egípcios, há três palavras: duas palavras são substantivos (pessoas, coisas ou ideias) e a palavra do meio é um verbo, o que explica o que está acontecendo. Em ambos os casos, o substantivo antes do verbo (Ahmed) é o sujeito (a pessoa ou coisa que está a fazer algo) e do substantivo depois do verbo (Sarah) é o objeto é a pessoa ou coisa que é ter algo feito para ele .

Nós podemos mudar o significado das palavras trocando as posições, como esta:


Sarah loves Ahmed
saara bithibb 'ahmad
سا َر َة بـِتحـِبّ أحمـَد

Elemento Português   Egípcio
sujeito Sarahsaara
سا َر َة
verbo lovesbitihibb
بـِــتـِــحـِبّ
objetoAhmed'ahmad
أحمـَد



Os substantivos não mudam, eles apenas trocaram de lugar: nós sabemos da ordem das palavras que Sarah é agora o sujeito que está amando, e Ahmed é agora o objeto, aquele que é amado. Em Português, o verbo não muda em nada, mas em egípcio muda um pouco, porque o assunto agora é feminino, não masculino. Vamos olhar com mais detalhes em como exatamente verbos mudam para combinar com o assunto mais tarde, na seção sobre verbos.



Sujeito e Objeto


O sujeito e o objeto podem ser um nome, por exemplo, Sarah e Ahmed, mas há algumas possibilidades de outros também. Aqui estão alguns exemplos:




Elemento Português   Egípcio
nomeSarahsaara
سا َر َة
substantivo (específico) o homemerraagil
ا ِلرا َجـِل

a mulheressitt
ا ِلسـِتّ

a gatael'utta
ا ِلقـُطّـَة

a idéiailfikra
ا ِلفـِكر َة
substantivo (geral)um homemraagil
را َجـِل

uma mulhersitt
سـِتّ

uma gata'utta
قـُطّـَة

uma idéiafikra
فـِكر َة
substantivo (quantidade)       alguns homensshwyit rigalae
شويـِة ر ِجا َلا َة

cinco homenschamas rigala
خـَمـَس ر ِجا َلاَ

qualquer homem         'ay raagil
أي را َجـِل
pronome (sujeito)elehuua
هـُوَّ

elaheia
هـِيَ
pronome (objeto) o-uh
ــُه

a-ha
ـهاَ


A palavra -el ا ل é corresponde ao "a" e "o" em Português, mas não há equivalente a 'um e uma'. O substantivo só aparece por conta própria. (algumas tradutores usam al, el ou il para o artigo ا ل).

Note-se que a adição de el-ا ل na palavra afeta a pronúncia dela se ela começa com uma letra solar.





Pronomes


Pronomes são as palavras curtas, como eu e eles, que muitas vezes substituem substantivos em Português falado e egípcio, para fazer o nosso discurso mais claro e conciso. Aqui está um exemplo simples:



Eu amo ela
'ana bahibbaha
أنا َ بـَحـِبّـَهاَ

 
Elemento                           Português                     Egípcio
Pronome sujeitoEu'ana
أناَ
verbo amobahibb
بـَحـِبّ
Pronome Objetoela-aha
ــَهاَ

Podemos ver que o assunto ainda está no início da frase e do objeto ainda está no final da frase, mas em egípcio o pronome objeto é anexado ao final do verbo. Vamos transformar essa prase e ver o que acontece:



she loves me
hiya bitihibbny
هـِي َ بـِتـِحـِبّني

 
 
Elemento Português                Egípcio
Pronome Sujeito    elahiya
هـِيَ
verbo amabitihibb
بـِتـِحـِبّ
Pronome objetome-ny
ـني


Agora os pronomes mudaram! Isso acontece por causa da posição em que se encontra o pronome na frase.

Há uma terceira forma de o pronome que indica posse (meu / seu / sua / seu / sua), mas vamos ver pronomes possessivos em mais detalhes mais tarde. Por enquanto, vamos apenas olhar para o objeto e pronomes. Memorizar que pronome objeto (aquele que vai depois do verbo) são anexados ao final do verbo.

 Veja Pronomes Objeto Direto com mais detalhes:


SUJEITO OBJETO DIRETO
PORTUGUES  EGÍPCIO          PORTUGUES        EGÍPCIO
EU 'ana
أناَ
me-ny
ـني
NÓS 'ihna
إحناَ
nos-na
ـناَ
VOCÊ(m) 'inta
إنتَ
 o-ak
ــَك
VOCÊ(f) 'inti
  إنتِ
 a-ik
ــِك
VOCÊS'intu
إنتوا
os, as-ukw
ــُكو
ELE huua
هـُوَّ
 o-uh
ــُه
ELA heia
هـِيَ
 a-ha
ـهاَ
ELES;ELAS humma
هـُمَّ
 os, as-uhum
ــُهـُم



 MAIS EXEMPLOS



PORTUGUÊSEGÍPCIO
Eu o conheço'ana Aaarifuh
أنا َ عا َر ِفـــُه
Ahmed o conhece'ahmad Aaarifuh
أحمـَد عا َر ِفـــُه
Sarah o conhecesaara Aaarifah
سا َر َة عا َر ِفـَــه
Eu fumo cigarro'ana bashrab sagaeyar
أنا َ با َشر َب سـَجا َيـَر
Eu escrevo livros'ana baktib kutub
أنا َ با َكتـِب كـُتوب
Ahmed escreve livros      'ahmad biyiktib kutub
أحمـَد بـِيـِكتـِب كـُتوب
Ele escreve livroshuua biyiktib kutub
هـُوّ َ بـِيـِكتـِب كـُتوب

 Note-se que o pronome sujeito pode ser omitido se o significado for claro





 Não existe "é, está"


 Esse são os verbos mais comuns em Português, quase todas as frases tem o verbo SER ou ESTAR. Mas no egípcio quando falamos no tempo presente esse verbo não tem um equivalente, não é usado.
Isso é uma grande diferença, mas não é dificil. Vejamos:


PORTUGUÊSEGÍPCIO
Eu estou cansado'ana taAbaen
أنا َ تـَعبا َن
Ahmed é egípcio'ahmad masry
أحمـَد مـَصري
Os gatos estão no jardim     il'utat fy ilginyna
ا ِلقـُطـَط في ا ِلجـِنينـَة
Sarah está disponívelsaara mawguda
سا َر َة مـَوجود َة
hoje é sexta-feirainnahaarda ilgumAa
ا ِلنـَها َرد َة ا ِلجـُمعـَة
Essa é minha esposady miraaty
دي مـِرا َتي
Meu marido está em casa       guzy fy ilbiyt
جوزي في ا ِلبـِيت

 Quando você está falando de uma situação passada ou futura, então, as palavras egípcias kaen كا ن - (era; estava; foi) e haykun هيكون - (será, estará) são usados. Isso será abordado em mais detalhes mais tarde, em verbos. Aqui estão alguns exemplos simples:




PORTUGUÊSEGÍPCIO
Eu estou cansado'ana taAbaen
أنا َ تـَعبا َن
Ahmed está cansado'ahmad taAbaen
أحمـَد تـَعبا َن
Eu estava cansado'ana kunt taAbaen
أنا َ كـُنت تـَعبا َن
Ahmed estava cansado'ahmad kaen taAbaen
أحمـَد كا َن تـَعبا َن
Eu estarei cansado'ana hakun taAbaen
أنا َ هـَكون تـَعبا َن
Ahmed estará cansado          'ahmad hayikun taAbaen
أحمـَد هـَيـِكون تـَعبا َن



Não existe 'ter'


O verbo ter é amplamente utilizado em Português, mas não há verbo equivalente em egípcio. TER é usado de muitas maneiras em Português, e em egípcio uma palavra diferente é usado para cada sentido.
 




SIGNIFICADO        PORTUGUÊSEGÍPCIO
ter comigoEu tenho jogosmaAaya kabryt
مـَعـَــيا َ كـَبريت
possuirEu tenho uma casa        Aandy biyt
عـَندي بـِيت
deverEu tenho que (devo) irlaezim 'aruwh
لا َز ِم أر ُوح
comer, etcEu tenho que jantar
(Eu vou jantar)
hatAashsha
هـَتعـَشّاَ
tirar, tomarEu vou tirar uma soneca     haechuz taAsyla
ها َخـُذ تـَعسيلـَة



 Masculino, feminino, plural


Como muitas línguas europeias, todos os substantivos egípcios são masculinos ou femininos. Aqui estão alguns exemplos:




SEXOPORTUGUÊS          EGIPCIO
masculino               livrokitaeb
كـِتا َب
masculinocãokalb
كـَلب
masculinohomemraagil
را َجـِل
masculinocasabaiyt
بـِيت
masculinoleitelaban
لـَبـَن
masculinopazsalaem
سـَلا َم
masculinoprofessormudarris
مـُد َرّ ِس
femininoprofessoramudarrisa
مـُد َرّ ِسـَة
femininoideiafikra
فـِكر َة
femininomesatarabyza
تـَرا َبيز َة
femininooficinawarsha
و َرشـَة
femininomulhersitt
سـِتّ
femininofilha, garotabint
بـِنت
femininofogonaar
نا َر
femininocabeçaraas
را َس

 Como você pode ver, a maioria dos substantivos femininos terminam em -A ة. algumas excepções: algumas são óbvias, como mulher e filha, mas os outros, você só precisa aprender.



Singula e Plural


Em Português e egípcio, há duas formas de um substantivo: singular e plural. Aqui estão alguns exemplos de plurais:


PORTUGUES
EGIPCIO
Singular Plural Singular                    Plural
LIVRO LIVROS kitaeb
كـِتا َب
kutub
كـُتـُب
CÃO CÃES kalb
كـَلب
kilaeb
كـِلا َب
HOMEM HOMENS raagil
را َجـِل
riggala
ر ِجّا َلاَ
CRIANÇA CRIANÇAS tifl
طـِفل
'atfael
أطفا َل
CASA CASAS biyt
بـِيت
buyut
بـُيوت
LEITE
laban
لـَبـَن

PAZ
salaem
سـَلا َم

PROFESSOR PROFESSORES mudarris
مـُد َرّ ِس
mudarrisyn
مـُد َرّ ِسين
PROFESSORA      PROFESSORAS      mudarrisa
مـُد َرّ ِسـَة
mudarrisaet
مـُد َرّ ِسا َت
IDÉIA IDÉIAS fikra
فـِكر َة
'afkaar
أفكا َر
MESA MESAS tarabyza
تـَرا َبيز َة
tarabyzaet
تـَرا َبيزا َت
OFICINA OFICINAS warsha
و َرشـَة
wirash
و ِر َش
MULHER MULHERES sitt
سـِتّ
sattaet
سـَتّا َت
FILHA, GAROTA      FILHAS, GAROTAS bint
بـِنت
banaet
بـَنا َت
FOGO FOGOS naar
نا َر
nyraan
نيرا َن
CABEÇA CABEÇAS raas
را َس
ru'wus
ر ُٶوس

Em egípcio, substantivos femininos que terminam em-A ة têm um plural muito simples ا ت - AT. Plurais de substantivos masculinos variam bastante, as vogais se modificam um pouco, mas as consoantes permanecem as mesmas. Você terá que aprender.



Adjetivos


Adjetivos são palavras que descrevem algo, por exemplo, bom ou pequeno. Em Portugues, os adjetivos mudam assim como em egípcio, há diferentes formas de um adjetivo para masculino, feminino e plural. Aqui estão alguns exemplos:



PORTUGUES        EGIPCIO
Ele está cansadohuwwa taAbaen
هـُوّ َ تـَعبا َن
Ela está cansadahiya taAbaena
هـِي َ تـَعبا َنـــَة
Eles estão cansados         humma taAbanyn
هـُمّ َ تـَعبا َنــين
Ele é bomhuwwa kuwayis
هـُوّ َ كـُو َيـِس
Ela é boahiya kuwayisa
هـِي َ كـُو َيـِســـَة
Eles são bonshumma kuwayisyn
هـُمّ َ كـُو َيـِســين



A boa notícia é que a maioria dos adjetivos requerem apenas um final diferente para o feminino -a formas ة e plural in -ين.



Advérbios


Assim como adjetivos descrevem um substantivo, advérbios dizem algo sobre um verbo - em que, quando, como frequentemente, o quanto etc, Eles também podem ser usados ​​para descrever a extensão de um adjectivo (muito bom), ou mesmo um outro advérbio (muito lentamente). Muitos  advérbios terminam com -mente. O uso de advérbios é muito semelhante em português e egípcio: aqui estão alguns exemplos:




DESCREVENDO  PORTUGUESEGIPCIO
verboEu voltarei logo.'ana hargaA baAd shuwaya
أنا َ هـَرجـَع بـَعد شـُو َيـَة
verb=Ahmed anda rapidamente.'ahmad biyimshy bisuraAa
أحمـَد بـِيـِمشي بـِسـُر َعـَة
adjetivoAhmed é extremamente esperto.  'ahmad shaatir giddaen
أحمـَد شا َطـِر جـِدّاً
adverbioAhmed dirige razoavelmente rápido. 'ahmad biyisu' bisuraAa maA'ula
أحمـَد بـِيـِسوق بـِسـُر َعـَة مـَعقولـَة
 


Preposições


Em egípcio, as preposições são amplamente utilizados no lugar de verbos, por exemplo, que normalmente é expresso usando as preposições
Aand عـَند (próprio) e maAa مـَعَ (ter com você): Aqui estão alguns exemplos de preposições:



PORTUGUES   EGIPCIO          PORTUGUESEGIPCIO
DEPOISbaAd
بـَعد
Ela chegou depois do jantarhiya gaet baAd ilAashaa'
هـِي َ جا َت بـَعد ا ِلعـَشا َء
ATRASwara
و َراَ
O jardim é atrás da casailginyna wara ilbiyt
ا ِلجـِنينـَة و َرا َ ا ِلبـِيت
TEMAand
عـَند
Eu tenho uma casa no CairoAandy biyt fy il'aehira
عـَندي بـِيت في ا ِلقا َهـِر َة
EXISTE (ter)fy
في
Existe águafy mayae
في مـَيا َة




Conjunções


Uma conjunção une duas cláusulas para fazer uma sentença muito mais complexa. Aqui está um exemplo:

I want to make bread but I don't have enough flour
Aaeyiz 'aAamil Aiysh lakin maAandysh di'y' kifaeya
عا َيـِز أعـَمـِل عـِيش لـَكـِن مـَعـَنديش د ِقيق كـِفا َيـَة


Parte PORTUGUES EGIPCIO
Oraçao principal Eu quero fazer pão Aaeyiz 'aAamil Aiysh
عا َيـِز أعـَمـِل عـِيش
Conjunçao mas lakin
لـَكـِن
Oraçao secundaria         eu não tenho trigo suficiente.         maAandysh di'y' kifaeya
مـَعـَنديش د ِقيق كـِفا َيـَة


Em Inglês, a mesma palavra é usada frequentemente para uma preposição e um conjunção, mas em egípcio ela pode ser diferente. Às vezes, é apenas necessário adicionar a palavra ma ما para converter uma preposição em uma conjunçao.


ElementoPortuguesEgipcio
preposição(jantar é um nome)Lave suas mãos antes do jantar.    'iGsil iydyk 'abl ilAashaa'
إغسـِل ا ِيديك قـَبل ا ِلعـَشا َء
conjunção (você comer é uma oraçao -
porque contem um verbo)
Lave suas mãos antes de você comer. 'iGsil iydyk 'abl ma taekul
إغسـِل ا ِيديك قـَبل ما َ تا َكـُل




Criss Freitas - www.universoarabe.com